CONVIDADOS CONFIRMADOS

 

ALICE SILVA DE CASTILHO

Trabalha na CPRM na área de Hidrologia (1994 a 2005 e 2013 até atualmente) com monitoramento hidrológico integrado, previsão de cheias e estiagens, mapeamento de áreas inundáveis, estudos de disponibilidade hídrica. Trabalhou na Golder Associates (2005 a 2008 e 2009 a 2012) em projetos, no dimensionamento e licenciamento ambiental, ligados principalmente a empreendimentos minerários. Trabalhou no Ministério da Integração (2008 a 2009) no acompanhamento de projetos de irrigação. Trabalhou na COPASA (2013) no monitoramento e identificação de mananciais para abastecimento.

ANIVALDO DE MIRANDA PINTO

Alagoano de Maceió, jornalista profissional, Mestre em Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável pelo PRODEMA/UFAL. É atualmente o presidente reeleito do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco – CBHSF e membro integrante do Fórum Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas. Já foi Secretário Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos de Alagoas, Secretário Municipal da Criança e do Adolescente e Secretário Municipal de Assistência Social do Município de Maceió, além de ex- conselheiro do Fundo Nacional do Meio Ambiente – FNMA. Já passou por várias redações de jornal, incluindo jornais de circulação nacional, a exemplo dos jornais “O Estado de São Paulo” e “Última Hora” do Rio de Janeiro.

Atualmente faz parte do Conselho Editorial da revista “Política Democrática” editada pela Fundação Astrojildo Pereira, em Brasília, e é colaborador da revista “Chico” editada pelo CBHSF em Belo Horizonte. Com atuação nas áreas de planejamento e gestão socioambiental, especialmente acerca de assuntos relacionados à Gestão Participativa de Recursos Hídricos no Brasil, tem desenvolvido estudos sobre implantação dos instrumentos de gestão das águas no contexto das bacias hidrográficas.

ANTÔNIO CARLOS BERTACHINI

Mestre em Hidrogeologia pela Universidade de São Paulo (USP), especialista em Hidrogeologia PELA Universitat Politècnica de Catalunya – UPC/FCIHS, Barcelona (Catalunya) e graduado em geologia pela Universidade de São Paulo (USP). Com 42 anos de atuação em hidrogeologia, possui vasta experiência na coordenação e execução de estudos hidrogeológicos. É considerado referência nacional na atividade de Hidrogeologia no país. Fundador da MDGEO HIDROGEOLOGIA E MEIO AMBIENTE (1990) primeira empresa brasileira a atuar em Hidrogeologia e Mineração, também atuou no Departamento de Águas e Energia Elétrica de São Paulo (DAEE), Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (CETEC) e Minerações Brasileiras Reunidas.

AUGUSTO CESAR VIEIRA GETIRANA

Cientista do Earth System Science Interdisciplinary Center (ESSIC) da Universidade de Maryland e trabalha em tempo integral no Hydrological Sciences Laboratory do NASA Goddard Space Flight Center. Antes da NASA, ele teve passagem pelo serviço meteorológico francês (Météo-France) e pela Agencia espacial Francesa (CNES). A pesquisa do Dr. Getirana envolve o desenvolvimento, melhoria e aplicação de modelos computacionais de última geração e integração de dados de sensoriamento remoto para uma melhor compreensão da disponibilidade de água, previsão de eventos hidrológicos extremos, como secas e inundações, e impactos antropogênicos no ciclo da água, a diferentes escalas espaciais e temporais. Ele é o desenvolvedor principal do modelo de escoamento global  Hydrological Modeling and Analysis Platform (HyMAP) e contribui para o desenvolvimento do Land Information System (LIS) da NASA. O Dr. Getirana possui mais de 30 publicações em periódicos internacionais indexados e atua como revisor nas principais revistas científicas nos campos de hidrometeorologia, geofísica, modelagem numérica e sensoriamento remoto. O Dr. Getirana lidera dois projetos financiados pela NASA e um financiado pelo governo brasileiro. Esses projetos se concentram em representar melhor os processos hidrológicos de escala global e o desenvolvimento de sistemas de assimilação de dados terrestres. Ele foi premiado com o Prêmio CAPES de Teses e o Grande Prêmio CAPES de Teses de 2010, o NASA Hydrosphere and Biosphere Sciences (HOBI) Annual Peer Award por suporte técnico-científico em 2015 e o NASA Hydrosphere, Biosphere, and Geophysics (HBG) Annual Peer Award por realização científica em 2017. O Dr. Getirana obteve seu título de Doutor em Hidrologia pela Universidade de Toulouse III (2009) e em Engenharia Civil pela  Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009). Sua graduação e Mestrado, ambos em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, foram obtidos em 2003 e 2005, respectivamente.

CARLOS ESTÉVEZ VALÊNCIA

Abogado de la Universidad de Chile, con alta experiencia en modificaciones regulatorias y gestión pública. Fue Director Nacional del Programa de Asistencia Jurídica del Ministerio de Justicia;  Coordinador Legislativo del Ministerio de Hacienda;  Coordinador de Asesores del Ministro de Obras Públicas; Secretario Metropolitano de Vivienda y Urbanismo; Asesor Legislativo de Televisión Nacional y Director General de Aguas del Ministerio de Obras Públicas (Marzo 2014 – Marzo 2018).

CLAUDIA ANDREA RUZ VARGAS

Claudia Ruz Vargas é uma pesquisadora especializada em águas subterrâneas e mudanças globais. Seu interesse engloba os aspectos tecnológicos, socioeconômicos e ambientais dos recursos hídricos subterrâneos. Claudia é engenheira civil formada pela Universidade de Santiago do Chile, e possui mestrado em Águas Subterrâneas e Mudanças Globais – Impactos e Adaptação do IST Lisbon (Portugal), IHE Delft (Países Baixos) e TU Dresden (Alemanha). Seu estudo forneceu-lhe uma capacitação acadêmica combinando hidrologia, gerenciamento integrado de recursos hídricos (IWRM) e mudanças climáticas.

Claudia Ruz Vargas possui dois anos de experiência profissional como Engenheira de Projetos no Chile. Trabalhando no IGRAC, ela é gerente de projetos do programa da Rede Global de Monitoramento de Águas Subterrâneas (GGMN) e responsável pelo gerenciamento de dados e informações, que incluindo a organização de oficinas regionais e o desenvolvimento de cursos de treinamento em monitoramento de águas subterrâneas. Possui conhecimento em dados hidrometeorológicos, análise de séries temporais e modelagem numérica de águas subterrâneas.

CRISTIANO AUGUSTO LEONARDO

Tecnólogo em Construção Civil, modalidade Obras Hidráulicas. Formado pela FATEC São Paulo em 2000 e Mestre pela Escola Politécnica de Engenharia da USP em julho de 2005. Com experiência de mais de 17 anos na área de Hidráulica e Hidrologia em trabalhos: a) na F.C.T.H (Fundação Centro Tecnológico de Hidráulica) nas áreas de Modelo Físico reduzido de barragens; b) no SAISP (Sistema de Alerta a Inundações de São Paulo) como Responsável pela instalação, manutenção e operação da Rede Telemétrica Pluviométrica e Fluviométrica da Região Metropolitana de São Paulo; c)  na FATEC São Paulo como professor nas disciplinas de Hidráulica Básica,  Hidrologia  Aplicada,  Projetos  e Construção de Drenagem Urbana; d) na empresa Clean Environment Brasil Eng. e Comércio  como Especialista Sênior em Hidrologia e Saneamento oferecendo suporte técnico ao público interno e a clientes. Atuou como instrutor convidado não remunerado junto à ANA (Agência Nacional de Águas) na implantação e capacitação de técnicos e engenheiros de todas as Secretarias de Recursos Hídricos no Brasil nos programas PNQA (Programa Nacional de Avaliação da Qualidade das Águas) e RNQA (Rede Nacional de Monitoramento de Qualidade de Águas.

EBER JOSÉ DE ANDRADE PINTO

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Minas Gerais(1992), mestrado em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos pela Universidade Federal de Minas Gerais(1996) e doutorado em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos pela Universidade Federal de Minas Gerais(2005). Atualmente é Pesquisador em Geociências da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais, Professor Adjunto da Universidade Federal de Minas Gerais e Revisor de periódico da Revista Brasileira de Recursos Hídricos. Tem experiência na área de Recursos Hídricos.

Atuando principalmente nos seguintes temas: Consistência de Dados Hidrológicos, Hidrologia Estatística, Modelagem Hidrológica, Previsão Hidrológica.

EDMAR EUFRÁSIO DE ARAÚJO

Engenheiro geólogo pela Universidade Federal de Ouro Preto e mestre em hidrogeologia pela Universidade de Birmingham (UK), atua a mais de 10 anos com hidrogeologia, em especial no ambiente geológico cárstico e com questões relacionadas ao gerenciamento de recursos hídricos e rebaixamento de nível de água em mineração.

FERNANDO ROBERTO DE OLIVEIRA

Geólogo, com doutoramento em hidrogeologia. É coordenador de Águas Subterrâneas da Agência Nacional de Águas. Tem desenvolvidos atividades voltadas para a gestão integrada de águas subterrâneas e superficiais, com a supervisão e acompanhamento de diversos estudos no Brasil nesse tema.

FLÁVIO VASCONCELOS

Geoquímico: Geólogo, com 20 anos de experiência na Área de Ciências e Engenharia Ambiental (atuação em estudos de impacto ambiental pela Universidade de Delaware EUA e UFMG e em diversas empresas de consultoria internacionais e nacionais – Golder Associates, AECOM, Amplo e Hidrogeo Engenharia); mestrado e doutorado pela Colorado School of Mines EUA e pós-doutorado pela Universidade de Delaware e UFMG. Em 2009 liderou a criação da entidade técnica científica SANAP (South America Network for Acid Prevention) que tem como principal objetivo a promoção da discussão científica da questão de Drenagem Ácida de Rocha entre centros de pesquisa, universidades, empresas de consultoria e as empresas de mineração e escreveu o Livro “Avaliação da Qualidade de Água – Base Tecnológica para Gestão Ambiental”  juntamente  com  dois limnólogos sêniores os professores Jose Galizia Tundisi e Takako M. Tundisi.

Desde 2014 tem atuado como diretor executivo da Hidrogeo Engenharia e Gestão de Projetos Ltda e atuado não somente no setor de mineração, como também no setor de agronegócios e sucro-alcoleiro.

GUSTAVO RIBAS CURCIO

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal do Paraná (1982), mestrado em Ciências do Solo pela Universidade Federal do Paraná (1992) e doutorado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal do Paraná (2006), área de Conservação da Natureza. Atualmente é pesquisador A da Embrapa Florestas (PR). Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Gênese, Morfologia e Classificação dos Solos, atuando principalmente nos seguintes temas: recuperação e conservação de ambientes fluviais, interação de espécies florestais com classes de solos e levantamento de solos.

ITABARACI NAZARENO CAVALCANTE

Graduado em Geologia pela Universidade Federal do Ceará – UFC (1983); Mestre (1990) e Doutor (1997) em Hidrogeologia pelo Instituto de Geociências/USP. Professor Pesquisador (Associado IV) desde 1984 do Departamento de Geologia/UFC. Professor das disciplinas: Hidrogeologia (Graduação), Poluição das Águas Subterrâneas e de Gestão de Aquíferos (Pós Graduação/UFC).   Orientador de monografias de Graduação, Especialização, Mestrado e Doutorado na UFC. Professor e orientador de pós-graduação no IG/UFPA e IG/UFPE. Autor de mais de duas centenas de trabalhos técnicos publicados em congressos e revistas técnicas indexadas. Autor de capítulos de livros versando sobre águas subterrâneas.

JOAQUIM GUEDES GONDIM CORRÊA FILHO

Pernambucano, graduado em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Pernambuco, Mestre em Recursos Hídricos e em Economia Rural, ambos pela Universidade Federal do Ceará. Em sua atuação profissional, ocupou os cargos de Diretor de Obras Civis do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas – DNOCS; Diretor de Irrigação do DNOCS; Diretor de Operações da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Ceará – COGERH; e Diretor de Planejamento da COGERH. Desde 2001, é Superintendente de Operações e Eventos Críticos da Agência Nacional de Águas – ANA, responsável pelas atividades associadas principalmente a eventos de cheias e secas e à operação de reservatórios, voltadas à manutenção da segurança hídrica nas bacias.

LEILA NUNES MENEGASSE VELÁSQUEZ

Possui graduação em Geologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1987), mestrado em Geociências (Recursos Minerais e Hidrogeologia) pela Universidade de São Paulo (1991) e doutorado em Geociências (Recursos Minerais e Hidrogeologia) pela Universidade de São Paulo (1996). Atualmente é professor Titular do Departamento de Geologia da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Hidrogeologia, atuando principalmente nos seguintes temas: hidrogeologia, hidroquímica, geologia médica, geologia ambiental. 

MARIA ANTONIETA DE ALCÂNTARA MOURÃO

Geóloga, com 22 anos de experiência na área de Hidrogeologia, Meio Ambiente e Gestão Territorial tendo trabalhado na COPASA – Companhia de Saneamento de Minas Gerais, e atualmente é hidrogeóloga sênior da CPRM – Companhia de Pesquisa de Recursos Mineras. Na CPRM atuou como supervisora da área de hidrogeologia e posteriormente como coordenadora executiva do departamento de hidrologia. Dentre os projetos que coordenou podem-se citar os estudos do meio físico da APA Sul RMBH, os Estudos Hidrogeológicos na Bacia do São Francisco e em especial a implantação e operação da Rede de Monitoramento Integrado das Águas Subterrâneas – RIMAS que, no presente, abrange 30 aquíferos no Brasil. Possui mestrado em Geologia Econômica pela Universidade de Brasília e doutorado em Meio Ambiente, com ênfase em Hidrogeologia, pela Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem colaborado desde 1999 com a Associação Brasileira de Águas Subterrâneas como membro da diretoria do núcleo de Minas Gerais ou da entidade nacional. Como representante da ABAS contribuiu para a criação e atuação, durante mais de uma década, do Comitê de Bacia do Rio Paraopeba. Participa, como representante do Ministério de Minas Energia, da Câmara Técnica de Águas Subterrâneas do Conselho Nacional de Recursos Hídricos.

MARÍLIA CARVALHO DE MELO

Engenheira Civil com ênfase em Saneamento e Mestre em Meio Ambiente, Saneamento e Recursos Hídricos pela Universidade Federal de Minas Gerais, Pós-Graduada em Gestão com ênfase em Negócios pela Fundação Dom Cabral e Doutora em Engenharia Civil com ênfase em Recursos Hídricos e Saneamento pela UFRJ. Docente de cursos de curta duração, pós-graduação e graduação. Atualmente é Diretora Geral do Instituto Mineiro de Gestão das Águas. Foi Diretora de Monitoramento e Fiscalização Ambiental do IGAM, Presidente da Câmara Técnica de Integração de Procedimentos de Outorga e Ações Reguladoras do Conselho Nacional de Recursos Hídricos, Secretária de Estado Adjunta de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e Subsecretária de Fiscalização Ambiental da SEMAD.

MIGUEL RANGEL MEDINA

Doutor em Ciências na área de Águas Subterrâneas (UNAM). Pós graduação em Irrigação e Drenagem, no Japão. Professor de Hidrogeologia e Hidrogeoquímica, da Universidade de Sonora desde 1997. Pesquisador Nacional e pesquisador da Rede de Tecnologia da Água Ciências CONACYT-México, e Vulnerabilidade de Rede de aquíferos na América Latina (UNESCO); Linhas de pesquisa sobre aqüíferos transfronteiriços e aquíferos costeiros. Membro da Associação MEX-EUA para a Ciência, e Membro da Comissão Sonora-Arizona para Água e Meio Ambiente. Consultor internacional em hidrogeologia com 44 anos de experiência, Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento de Aquíferos e Meio Ambiente, e Diretor do Instituto de Pesquisa de Água no Deserto e de Águas Subterrânea S.C. desde 2007.

Presidente da Associação Latino-Americana de Hidrologia Subterrânea para o Desenvolvimento (ALHSUD). Presidente da Associação Internacional de Hidrogeólogos (IAH), Capitulo México (2014-2018). Autor de livros e vários capítulos, é autor de inúmeras publicações nacionais e internacionais revisadas  e revistas de divulgação. Dirigiu inúmeras teses de licenciatura, mestrado e doutorado.

NILSON GUIGUER

Mestre em Hidrologia pela Escola Politécnica da USP e Doutor em Hidrogeologia pela Universidade de Waterloo no Canadá. Fundador e Presidente da empresa canadense Waterloo Hydrogeologic, autor de vários programas computacionais como Visual MODFLOW e HydrGeoAnalyst, recipiente em 2000 da medalha John Helms dada anualmente pela National Groundwater Association ao cientista que mais contribui ao desenvolvimento das aguas subterraneas nos Estados Unidos naquela ano. Foi Presidente para America Latina e Diretor Global de Marketing da Schlumberger Water Services. Atualmente é Diretor da empresa Water Services and Technologies, e Professor da Universidade Federal de Santa Catarina.

Entre outros trabalhos envolvendo monitoramento de aguas subterrâneas, foi integrante da equipe de concepção e desenvolvimento do SIAGAS da CPRM e atuou como gerente d projeto em sistemas semelhantes em Trinidad Tobago, Bangladesh e Waterloo no Canada.

PAULO FERNANDO PEREIRA PESSOA

Hidrogeólogo Sênior com 30 anos de experiência, mestrado na área de Hidrogeologia Ambiental pela Universidade de São Paulo – USP e doutorado pelo Departamento de Engenharia Sanitária e Meio Ambiente – DESA da UFMG. Experiência na execução e coordenação de estudos hidrogeológicos em áreas cársticas, estudos de impacto ambiental de plantas industriais e empreendimentos minerários, Planos Diretores, mapeamentos, inventários e diagnósticos hidrogeológicos diversos. Dentre os principais clientes das atividades de consultoria estão a Vale, Cimentos Liz, ICAL, HOLCIM, Votorantim Metais, NEXA, etc.

Também atuou como hidrogeólogo da Companhia de Pesquisas de Recursos Minerais – CPRM (atual Serviço Geológico do Brasil) e da Companhia de Saneamento de Minas Gerais – COPASA.

RICARDO HIRATA

Dr. Hirata é Professor Titular e Vice-Diretor do Centro de Pesquisas de Águas Subterrâneas (CEPAS, Diretor no período 2010-2014) da Universidade de São Paulo (USP). É Consultor do Banco Mundial e UNESCO. Anteriormente foi Professor Visitante na University of Calgary (Canadá) e Universidad de Costa Rica. Trabalhou no World Bank GW-MATE, no Instituto Geológico e no Centro Panamericano de Ingeniería Sanitaria y Ciencias del Ambiente (CEPIS) – Pan American/World Health Organization (PAHO/WHO) e no Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE). Atuou também como assessor da PAHO/WHO e da IAEA (International Atomic Energy Agency). Com mais de 30 anos de experiência, tem trabalhado intensivamente com recursos hídricos e águas subterrâneas no Brasil e em mais de 30 países, inclusive como consultor para empresas privadas e órgãos de governo.

Desde 1984, Dr. Hirata tem publicado mais de 100 trabalhos técnicos e científicos em vários tópicos em hidrogeologia, incluindo manuais de referências para a PAHO/WHO, World Bank e UNESCO.

SAMUEL ROIPHE BARRETO

Com 25 anos de atuação na área socioambiental, é Gerente de Água da TNC. Inicialmente coordenou o Movimento Água para São Paulo – MApSP da The Nature Conservancy – TNC. Tem Mestrado em Sustentabilidade pela Fundação Instituto de Administração (FIA), vinculada à Faculdade de Economia e Administração (FEA) da Universidade de São Paulo (USP).  É biólogo pela Unesp – Botucatu com especialização em Limnologia (estudo de água doce) realizando diversos cursos e intercâmbios técnicos no Brasil e no exterior, entre eles o de pegada hídrica e water stewardship.

Integra a Aliança Latinoamericana de Fundos de Água e a Seção Brasil do Fórum Mundial de Água.

Ex-colaborador e apresentador do programa semanal de meio ambiente Terra, Mar e Ar da Rádio Eldorado (atual Planeta Eldorado). Foi membro titular de diversos grupos  como o Conselho Estadual de Recursos Hídricos (CRH/SP), a Câmara Temática de Recursos Hídricos (coordenada pela Agência Nacional de Águas-ANA), o Grupo de Trabalho de Águas e Florestas do Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH), participou ativamente das discussões para a elaboração do primeiro Plano Nacional de Recursos Hídricos. Integrou o Comitê de Trabalho do Projeto de Legado das Águas conduzido pela Agência Nacional de Águas e os Grupos Temáticos de Ecossistemas e Fórum Cidadão do Fórum Mundial de Água.

UWE TRÖGER

1989 – 2016 Professor Titular, Chefe do Departamento de Hidrogeologia da Universidade Técnica de Berlim (TU-Berlim). Experiência Universitária: 1972-1974. Colaborador no Laboratório Nacional de Engenharia (Lisboa, Portugal) 03/07/1980. Apresentação e defesa da tese de doutorado para obtenção do Doutorado em Ciências Naturais 1981-1985; Professor Associado, Universidade Técnica de Berlim (TU-Berlim) 18/12/1987 Habilitação e obtenção de licenciatura plena para o Departamento de Geologia; Diretor do Instituto Central de El Gouna, no Egito.  Desde 2012, Diretor de Engenharia de Águas do Instituto Central de El Gouna, no Egito.

Trabalho no setor privado: 1985 – 03/02/1989: Gerente da ARGE Umwelt; TEC da Allianz Insurance Comp.

Alguns campos de pesquisa: projetos de pesquisa em contaminação de águas subterrâneas, exploração de águas subterrâneas, design de poços de água, gerenciamento de recarga de aquíferos, águas termais e águas de Karst na Alemanha, Portugal, França, Botswana, Egito, Sudão, Brasil, Síria, Chile, Argentina, Paraguai, Uruguai e EUA. Mais de 50 publicações em revistas internacionais. Experiência prática: Experiência de consultoria no campo das águas subterrâneas em mais de 30 países para diferentes organizações como GIZ, OMS, OMM, Ministérios, ONGs e empresas privadas.

VINICIUS ALMEIDA SCHERDIEN

Geólogo, inscrito no CREA-PR sob o nº. 170.746.832-0, com graduação concluída no Instituto de Geociências da Universidade de Federal do Paraná – UFPR em 2008 e especialização em Gerenciamento de Projetos (MBA) pela FGV/EBAPE. Experiência Profissional: UNIPER Hidrogeologia e Perfurações Eireli – Araraquara-SP., desde março de 2009, sendo que participou como geólogo em mais de 100 obras de poços tubulares, de monitoramento e piezômetros. Possui grande experiência em gestão de projetos de Poços tubulares profundos em mineração e obras civis e coordenação de equipe técnica.