Participe do maior evento sobre Drenagem Ácida de Mina da América Latina.

Venha discutir e trocar experiências sobre esse fenômeno presente no Brasil e nos países onde a mineração é uma atividade econômica expressiva.

Não perca os prazos!

Fique atento às datas do cronograma dos Trabalhos Científicos

Amplie seus conhecimentos!

Inscreva-se nos Cursos Pré-congresso.

Apresentação

A Associação Brasileira de Águas Subterrâneas – Núcleo Minas Gerais, ABAS-MG, em conjunto com a International Network for Acid Prevention – INAP e com a South American Network for Acid Prevention – SANAP, e com o apoio da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, Instituto Brasileiro de Mineração – IBRAM e Agência para o Desenvolvimento Tecnológico da Indústria Mineral Brasileira – ADIMB, realizará nos dias 24 e 25 de novembro de 2021, em formato 100% online, o 1º Congresso Latino-Americano de Drenagem Ácida de Mina (1º CLADAM).

A ABAS-MG está empenhada na realização de uma gestão focada no aumento da capilaridade da entidade, através da promoção de eventos e treinamentos, no sentido, não somente de promover o desenvolvimento técnico e científico de profissionais que atuam na área, mas também de elevar o nível das discussões técnicas relacionadas à gestão de áreas contaminadas e gestão de recursos hídricos subterrâneos no Brasil.

Esse evento, de magnitude internacional, contará com profissionais de primeira linha de diferentes países (EUA, Canadá, Chile, Peru, dentre outros) que atuam nessa área técnica. Teremos a participação da RPM – Kinross Brasil, empresa premiada em 2018 como uma das melhores minas do mundo de boas práticas na gestão de DAM.

Este congresso que se repetirá a cada dois anos e certamente será uma excelente oportunidade para podermos trocar experiências sobre como lidamos com esse fenômeno no Brasil e na América Latina e como este fenômeno é tratado nos países onde a mineração é uma atividade expressiva da economia destas nações.

Para a realização deste evento, a ABAS-MG, conta com o apoio da SANAP, que representa um grupo de pesquisadores e consultores da América do Sul; bem como do INAP, entidade que representa as grandes companhias de mineração de atuação global, que lidam diariamente com este fenômeno geoquímico que representa o maior potencial de contaminação do aquífero, onde minerações de minério sulfetadas ocorrem.

Dessa forma, nós dirigentes da ABAS-MG, estamos muito entusiasmados com as possibilidades de iniciar a partir desta iniciativa e de outras que estão sendo realizadas desde janeiro de 2019, um processo de fomentação do setor de gestão de recursos hídricos subterrâneos no país, fundamentado nas melhores práticas e no aumento do nível técnico das discussões necessárias para o encaminhamento de questões ambientais mais relevantes.

Assim, convocamos todas as empresas, entidades de ensino e pesquisa a apoiarem, enviarem trabalhos técnicos e se inscreverem nos treinamentos que serão realizadas no 1º CLADAM.

Este evento representará um marco na gestão do fenômeno de DAM na América Latina e em especial em nosso país, tendo como principal objetivo promover a discussão e apresentar o estado do estado da arte na área de Drenagem Ácida de Mina e as tecnologias associadas a este fenômeno geoquímico.

Histórico

Em 2005 foi realizado o 1º Workshop de Drenagem Ácida em Belo Horizonte-MG com o objetivo de promover o conhecimento técnico sobre esse fenômeno geoquímico. Naquele momento, a mineração estava passando por um período de grande entusiasmo, com boas perspectivas econômicas e crescimento do setor. Ao mesmo tempo, a legislação de gestão passivos ambientais no Brasil ainda nem havia saído do papel a nível nacional e ainda não existia um documento unificador das boas práticas, relacionado à gestão de áreas impactadas pela Drenagem Ácida de Mina (DAM).

Hoje, o cenário é bem distinto do descrito acima. A mineração passa por um momento difícil, tanto do ponto de vista econômico como de novos desafios na área ambiental. Já existe uma legislação específica para gestão de passivos ambientais (CONAMA 420/2009) e já foi criado nessa mesma data um guia internacional para gestão de Drenagem Ácida de Rocha – GARD GUIDE (INAP, 2009).

O Brasil tem casos de Drenagem Ácida de Mina em todos os estados de produção mineral significativa (Minas Gerais, Pará, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Amapá, Rio Grande do Sul e Santa Catarina). Assim, esse tema é de interesse nacional.

Além do Brasil, todos os países da América Latina que possuem atividade de mineração expressiva (México, Colômbia, Peru, Chile e Argentina) também têm que lidar com a questão da Drenagem Ácida de Mina. Dessa forma, a realização do 1º Congresso Latino-Americano de Drenagem Ácida de Mina (1º CLADAM) torna-se uma demanda obrigatória da comunidade acadêmica e técnica latino-americana.

Objetivo

Promover a discussão e apresentar o estado do estado da arte na área de Drenagem Ácida de Mina e as tecnologias associadas a este fenômeno geoquímico.

Comissão Organizadora

Presidente da Comissão Organizadora
Flávio de Morais Vasconcelos (Presidente ABAS-MG/HIDROGEO)

Membros
Adelbani Braz da Silva (Brazpoços)
Carlos Alberto de Freitas (ABAS-MG)
Mauricio Bertachini (MDGEO Hidrogeologia e Meio Ambiente)
Danilo Carvalho de Almeida (Water Services and Technologies)
Marcílio Tavarez Nicolau (Acquasolo Empreendimentos Técnicos)
Paulo Galvão (Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG)
Rafael Cavalcanti de Albuquerque (Water Services and Technologies)